Pitbull recebe como filho cachorrinho branco que chegou triste em lar adotivo

Pitbull recebe como filho cachorrinho branco que chegou triste em lar adotivo

Wilma cadelinha branca foi para o abrigo quando tinha cerca de cinco semanas de idade e foi descrita como “um dos menores filhotes que foi para lá”. Na maioria dos casos, ela precisaria de pelo menos mais três semanas antes de poder ser separada de sua mãe.

Mas assim que ela chegou ao abrigo, uma cadela da raça Pitbull, tornou-se a mãe de aluguel de Wilma.. “No que diz respeito a essas duas, suas formas e tamanhos, suas cores, nada importa, elas pensam que são mãe e filha”.

“Desde o início, gostam de se lamber, confortar, aconchegar, foi uma espécie de conexão instantânea”. Em um post no Facebook, a organização disse que os filhotes precisam de pelo menos oito semanas com a mãe para desenvolver a “socialização de que precisam para prosperar em suas vidas adultas”.

Os pais adotivos da cadela maior dizem que ela geralmente é uma cadela enérgica, mas quando ela está perto de pequenos animais, mesmo além de filhotes, ela volta aos seus instintos maternais.

“Também são gatinhos, pintinhos, todos os tipos de bebês, ela é apenas uma mãe natural”.

Quanto a Wilma, foi constatado que ela tinha alguns defeitos na coluna, incluindo escoliose e uma deficiência neural na perna traseira esquerda. Os funcionários do abrigo notaram que algo estava errado quando a colocaram em uma superfície plana e, embora a maioria dos filhotes tenha problemas para manter o equilíbrio, Wilma teve mais problemas do que a maioria.

Quando eles levaram Wilma ao veterinário, eles descobriram sobre suas condições e começaram a fisioterapia para filhotes. Wilma, uma cachorrinha com cerca de sete semanas de idade, tem defeitos na coluna e nos nervos que dificultam o equilíbrio.

“Acreditamos que, enquanto ele receber fisioterapia e cuidados veterinários contínuos, ele viverá uma vida bastante normal”. “Mesmo que ele caia às vezes, ele ainda pode ir para onde quiser. Ela é uma garota corajosa.”

Envie seu comentário