Mulher encontrou cachorro ferido em montanha e salva sua vida carregando-lhe nos ombros por 6 horas

Mulher encontrou cachorro ferido em montanha e salva sua vida carregando-lhe nos ombros por 6 horas

Tia Maree Vargas é uma mulher que estava fazendo uma trilha em sua cidade natal, Idaho Falls, nos Estados Unidos, e se tornou uma heroína após carregar nos ombros um cachorro ferido e perdido, indefeso, de aproximadamente 25 quilos.

Ela fazia a caminhada na companhia de seu pai, Ted Kasper, de 76 anos, e quando estavam próximo ao topo, Tia conseguiu ver um grande cachorro mancando e graças à placa em seu pescoço ela poderia dizer que seu nome era Boomer.

Ela encontrou um cachorro ferido em uma montanha e desceu com ele.

Tia disse: Se fosse meu cachorro, meu filho ou alguém que amo, gostaria que alguém fizesse isso por mim. Não hávia como eu simplesmente deixar ele lá e ter meu coração em paz.

Os olhos de Boomer estavam inchados, na verdade todo o seu corpo estava. Entre outras coisas, ele tinha cortes e arranhões na barriga e na cabeça.

Resgatar este cachorrinho foi um grande desafio, mas definitivamente valeu a pena.

Tia disse: «Peguei o cão, senti imediatamente a dificuldade. Nunca senti nada assim antes. Eu tive que rastejar sob ele para colocá-lo em meus ombros. Eu o levei para onde meu pai estava.

Ted decidiu tirar fotos quando viu sua filha descendo com o cachorro nos ombros.

Tia se lembra de seu pai dizendo a ela enquanto ria: Você não acha que essa caminhada é difícil o suficiente? Você também tem que trazer um cachorro? Meu pai me faz rir. Seu senso de humor me ajudou a continuar. Ele é um grande homem.

Eles continuaram com a trilha e decidiram pelo caminho menos íngreme para facilitar, mas o que não levaram em consideração é que as autoridades haviam avisado que a passagem estava fechada devido à neve e escombros.

Tia disse: Nós nos perdemos duas vezes. Não conseguimos encontrar a trilha devido à neve e às árvores caídas que se espalhavam pela trilha, então começou a chover. Minha cabeça e pescoço doíam muito, minhas pernas tremiam. Eu estava à beira das lágrimas pensando: ‘Eu tenho que salvar esse cachorro, não quero deixá-lo morrer’.

Ela disse: «Quando quis renunciar foi quando rezei. Senti algo inexplicável, era como se alguém tivesse tirado o peso dos meus ombros. A oração e as piadas de meu pai me deram forças. Eu pensei: ‘Estou bem. Eu posso fazer isso'”.

Começou a chover e Tia e Ted acabaram no lado errado de um rio. A trilha ficou tão coberta de neve e gelo que eles tiveram que deslizar por outra trilha.

Tia disse: “Obviamente, Boomer estava com muita dor e fome. Estamos gratos por ter algo para lhe dar. Meu pai deu a ele uma boa porção de seu sanduíche e eu dei a ele alguns biscoitos.

Depois de caminhar 11 quilômetros por seis horas, eles conseguiram chegar ao seu destino e a mulher encontrou um bilhete deixado pela família do cachorro em um quadro de avisos que dizia:

Boomer estava perdido, pois sua família estava em uma excursão no dia anterior e ele se afastou e caiu em uma fenda de neve de 30 metros, depois rolou mais 60 metros.

Eles queriam encontrar seu cachorro, mas por outro lado, sabiam que teriam que se despedir dele quando se mudassem para o Arizona, já que não poderiam levá-lo com eles. Então, para Tia, foi uma boa notícia terem permitido que ela ficasse com ele.

Tia disse: “Eu não tenho um cachorro há 15 anos, mas Boomer agora é como um filho e 100% parte de nossa família. Nós dois tínhamos um anjo da guarda naquele dia.

O veterinário verificou Boomer e descobriu que ele apresentava principalmente inchaços, hematomas e arranhões, bem como uma articulação deslocada com ligamentos rompidos na perna. Ele está se recuperando e se saiu muito bem.

Compartilhe com seus amigos e familiares no Facebook, para fazer isso é muito simples, basta você clicar na imagem abaixo. ❤🐾



Envie seu comentário