Labrador considerado ‘rebelde, antissocial, rude e teimoso’ prova que todos estão errados

Labrador considerado ‘rebelde, antissocial, rude e teimoso’ prova que todos estão errados

Os funcionários do centro de resgate chamavam ele de: “rebelde, intransigente, insociável, rude e teimoso”. No entanto, o cão mostrou um talento especial para encontrar brinquedos escondidos, então eles pensaram que poderia ser treinado para resgatar pessoas.

Louise Crawford, coordenadora de do centro de resgate, entrou em contato com vários serviços de emergência, incluindo a equipe de busca e resgate internacional do Reino Unido (UKISAR).

Imagem | ECFRS

A mulher queria saber se eles precisavam de um novo cão de busca e resgate, sem descartar que este seria o melhor destino para Bailey. Desta forma, o Serviço de Resgate e Bombeiros do condado de Essex, na Inglaterra, decidiu examiná-lo para ver se tinha as qualidades necessárias.

Após vários testes, os bombeiros de Essex decidiram recrutá-lo, pois o treinador Graham Currie disse que tinha um instinto natural e agilidade para procurar.

Imagem | ECFRS

O treinador disse que testou o impulso de Bailey procurando uma bola de tênis e descobriu que ele não era agressivo com outros cães e pessoas. Por isso decidiram levá-lo a um teste de seis meses, para descobrir se ele tinha o perfil necessário que um cão de resgate deveria ter.

Embora Bailey estivesse um pouco nervoso em entrar no caminhão de bombeiros, levou apenas 24 horas para se ajustar ao novo ambiente. Ele pensou que eles iriam levá-lo para outro lugar, mas ele só iria fazer testes diferentes, então ele achou divertido.

Imagem | ECFRS

A princípio, Graham não queria aceitar o Labrador para seu projeto de busca e resgate, pois a raça não possui as habilidades necessárias. Além disso, os labradores tendem a ser gananciosos com comida e se distraem facilmente, então eles procuraram outro tipo de raça que fosse menos teimosa.

No entanto, o cão tinha a capacidade de farejar e não era ganancioso com comida, o que facilitou o ajuste como membro da equipe de busca.

Graham comentou: “No celeiro do veículo, havia uma bola de rugby em uma borda acima dos pesos da academia, ele não desistiu até conseguir; esse é o tipo de determinação que estamos procurando.”

Depois de passar três dias no local de treinamento, Graham estava 95% confiante de que Bailey era o único a fazer parte da equipe.

Apesar de Bailey ter cerca de dois anos, ela se concentra muito em suas atividades, e agora com sete dias de treinamento ela mostrou todas as suas qualidades.

De acordo com um treinador de cães policiais e colega de Graham, ele disse que se eles pudessem clonar Bailey, todos os problemas seriam resolvidos rapidamente. Um elogio incrível para um cão que já foi descrito como: rebelde, anti-social, rude e teimoso, mas agora ele provou ser incrível.

Imagem | ECFRS

Bailey já está fazendo treinamento de busca cega, o que significa que ela usa o nariz para encontrar pessoas em diferentes ambientes. Embora leve de 18 meses a três anos para treinar um cão de busca, Bailey deve estar pronto para o trabalho em abril.

Suas qualidades tornaram o processo mais rápido e, quando começar a trabalhar, será um dos 20 cães usados ​​pelas equipes de busca.

Graham diz que fará parte das equipes de Busca e Resgate Urbano (USAR), que se dedicam a encontrar pessoas presas e desaparecidas. Ele também fará parte da Equipe Internacional de Busca e Resgate do Reino Unido (UKISAR), onde viajará para diferentes áreas de desastres ao redor do mundo.

Graham acrescentou: “Estamos muito orgulhosos de Bailey.”

Imagem | ECFRS

Sem dúvida, a vida de Bailey foi completamente transformada, de um cão pouco sociável para um com as características de um verdadeiro herói.

Por enquanto, Graham continuará treinando Bailey, até que ele esteja pronto para começar seu belo trabalho de busca e resgate.

Para nos ajudar a continuar trazendo artigos como este, compartilhe esse artigo com seus amigos e familiares no Facebook, basta você clicar na imagem abaixo. ❤🐾



Envie seu comentário