Ele salvou seus cães enquanto sua casa estava completamente inundada. Ele perdeu o material, mas não seus amigos

Ele salvou seus cães enquanto sua casa estava completamente inundada. Ele perdeu o material, mas não seus amigos

Luiz é um brasileiro que mora no bairro do Imirim, um dos locais mais afetados pelas chuvas e enchentes que atingiram o Brasil. Sua casa foi totalmente destruída pela água, que atingiu quase 2 metros de altura.

Infelizmente Luiz perdeu tudo: o carro, todos os móveis e até os equipamentos que costumava trabalhar para vender moedas de seu acervo.

A casa foi completamente destruída.

No entanto, apesar do episódio horrível, Luiz assumiu a responsabilidade de salvar seus cães da enchente. Eles eram mais importantes do que salvar sua casa.

“A água subiu até meu pescoço, segurei meus dois cachorros nos braços, até me sentir seguro colocando-os no chão”, disse ao Razões para Acreditar.

A situação de Luiz é crítica, além de não ter casa, precisa cuidar da mãe, uma mulher de 86 anos. Felizmente, a idosa não estava no local na época do dilúvio. Hoje Luiz está desempregado e a única renda fixa da família é a aposentadoria da mãe.

O jornalista brasileiro Rafael Ihara foi até o que resta da casa de Luiz para saber mais sobre sua história. O local estava praticamente inacessível, Rafael comentou que a equipe teve dificuldades para chegar ao local.

Luiz aproveitou as câmeras e pediu ajuda ao vivo: “Se alguém puder me ajudar de alguma forma, Minhas condições econômicas, eu nem sei mais, porque meu trabalho acabou”, disse.

Não demorou muito para o Luiz começar a receber algumas doações. Espectadores se ofereceram para entregar roupas, comida e até um computador.

Atualmente o portal brasileiro Razões para Acreditar está arrecadando dinheiro para Luiz comprar uma casa nova, em um local ainda mais seguro e com tudo o que ele perdeu na enchente.

Compartilhe esse artigo para que mais pessoas vejam a situação desse homem e este artigo chegue a pessoas que tenham interesse em ajudá-lo com algo.



VEJA TAMBÉM





Envie seu comentário