Moradora de rua se recusa a morar em abrigo para não se separar de seus cães

Moradora de rua se recusa a morar em abrigo para não se separar de seus cães

Com tristeza e dor vemos como no dia a dia não só os animais, mas também humanos que acabam sendo vítimas do abandono e da indolência.

Mas apesar de quão ingrata a vida pode ser e das dificuldades que alguns devem enfrentar, às vezes são essas pessoas, que têm menos, que dão o maior exemplo de compaixão e amor incondicional.

No México, uma cena chocou muita gente ao redor do mundo, uma mulher de 65 anos foi encontrada pela Polícia em uma cena de partir o coração.

Para se refugiar da chuva e aquecer a si e aos seus 6 cachorros, essa mulher providenciou alguns sacos plásticos, apesar de presenciar algo terno, a cena é de partir o coração.

Então chegou a polícia, que por 30 minutos tentou convencê-la a levá-la a um abrigo para se abrigar.

Eles nunca imaginaram que ele reagiria assim:

Amor incondicional:  “Não quero ir, não preciso de ajuda, estou bem aqui”. Disse a Sra. Chole em lágrimas.

«Não quero que tirem a minha cadela que vai dar à luz … Nem o Tubarão, nem o outro»

Chole morria de medo de ser presa pela polícia e relutava em sair daquele canto inóspito. Em outro vídeo postado, ela confessou: “Se eles me levarem para o buraco (o abrigo), meus cães ficarão desamparados. É por isso que chorei.

É realmente doloroso que Chole tenha que abrir mão de um telhado e condições decentes, porque os animais não são permitidos. Por outro lado, o amor deles é tão grande que é fácil imaginar a relação de amor que existe entre os 6 filhos peludos e esta mulher admirável.

Os policiais disseram que não podiam deixá-la ao ar livre. As fortes chuvas daqueles dias e o frio intenso poderiam causar hipotermia e um destino incerto não só para ela, mas também para seus 6 filhotes.

Eles finalmente conseguiram convencê-la e escoltá-la para um porto seguro, mas o que aconteceu a seguir gerou uma onda de raiva e indignação.

Descobriu-se que a mulher passou a noite na casa de um filho, mas na manhã seguinte ela voltou para a rua.
No segundo vídeo publicado por Omar Martínez, ela própria revela porque não conseguiu ficar mais horas naquele local:

Não podemos imaginar como um filho pode dormir em paz sabendo que sua mãe está lutando por sua vida em meio aos elementos, perigos, fome e frio.

No entanto, a mulher, que sobrevive com a venda de plásticos e resíduos que encontra no lixo, garante que o mais importante para ela é a segurança dos filhotes a qualquer preço. O que eu mais gostaria é de um quartinho para morar com eles.

“Eles me seguem por toda parte, me protegem de estranhos, me aquecem à noite e, mais do que tudo, são meu amor e minha companhia.”

Muitos se emocionaram e até choraram com o vídeo e as fotos, mas poucos, para não dizer NINGUÉM, que realmente vieram fazer outra coisa por Chole. Até que uma moradora de Tijuana, chamada Alejandra Córdova Castro, resolveu ir mais longe e visitá-la.

Ela ficou chocada ao ver que ninguém realmente a ajudou, então ele trouxe alguns cobertores e comida. “Ela disse obrigado tantas vezes que me fez chorar.”

Esperamos que este comovente caso de amor incondicional continue a atingir todos os cantos para que esta mulher receba o final feliz que tanto merece. Você está a um clique de compartilhá-lo com todos os seus amigos. ❤🐾



VEJA TAMBÉM





Envie seu comentário